26/06/09

A melhor SWIFFER

Toda a gente conhece aquelas mopas descartáveis (mais conhecidas por Swiffers) que fazem maravilhas: é colocar na mopa, prender nas borrachinhas e passar no chão...et voilá...Adeus pêlos e pó!! Depois é colocar o "paninho" no lixo.

Pois bem, se pensarmos bem no custo dessas embalagens e se (como eu) tiverem que passar a mopa todos os dias, rapidamente chegam à conclusão de que, apesar de muitos práticas, são tudo menos económicas!

Em termos ambientais também não são muito recomendáveis pois acabamos por fazer imenso lixo com esse desperdício.


Experimentei uma sugestão da minha mãe e digo-vos que é FANTÁSTICA:

- Troquem a "swiffer" pelo velhinho pano do pó (daqueles de flanela laranjinha)...

- Se o vosso chão for de Madeira: peguem no produto dos móveis (tipo Pronto) e borrifem sofre o paninho.

- Se o chão for de mosaico, utilizem líquido de limpar o chão.

Experimentem, vão ver como limpa muito melhor do que os paninhos descartáveis e é muito mais ecológico.

Também existem umas capas que imitam pêlo de borrego que se podem colocar nessas mopas (aliás, também tenho) mas não limpam tão bem como estes panos de flanela.

No final, basta colocar a lavar (ou se tiver muitos pêlos, tirem a maior parte com as mãos e depois coloquem a lavar).

04/06/09

Cabides e Plásticos da LAVANDARIA

Recebi uma dica fantástica para reduzirmos (e ajudarmos outros a reduzir) o consumo de plástico:

- Quando forem à lavandaria, levem os cabides e os plásticos que vêm com as roupas.

Este simples gesto permitirá reutilizar esses materiais, reduzindo a quantidade de lixo que fazemos. O proprietário da lavandaria certamente que também irá ficar contente, uma vez que o estamos a ajudar a reduzir custos.

É realmente uma ideia que nunca me tinha ocorrido mas que considerei muito interessante para partilhar convosco.

Obrigada "Maggie" :-)

Enquanto procurava uma imagem para ilustrar esta "dica" deparei-me com um conceito também muito interessante: cabides de cartão reciclado (cliquem na imagem para ampliar).

28/05/09

No trabalho - Copos de plástico

Na maioria dos locais de trabalho encontramos aqueles "bebedouros" com uns enormes garrafões de água e copos descartáveis.


Tenha por hábito ter o "seu" próprio copo...preferencialmente de vidro.


Se em cada dia utilizar 3 copos de plástico, no final do ano será responsável pela emissão de 20Kg de Co2 para a atmosfera.


Multiplicando esse valor pelo número de empregados que existem na sua empresa, é fácil ficarmos assustados com o impacto ambiental que este gesto tem.


26/05/09

Legumes da Época ... todo o ano

Uma boa forma de poupar é comprar certos vegetais quando estão na sua melhor época de produção, que é também quando são melhores e mais baratos.


Para que os possamos ter disponíveis todo o ano basta congelá-los. Alguns podem ser directamente congelados mas outros requerem um ou outro cuidado.

De seguida apresento uma pequena lista exemplificativa desses legumes e respectivas técnicas para congelar:


Congelação Directa:

- Abóbora..........................- Nabo

- Cenoura..........................- Pimento

- Tomate............................- Feijão

- Grão............................... - Ervilhas

- Favas............................. - Salsa

- Coentros........................ - Hortelã

- Alho francês....................- ...

- Couve

Escaldar antes de congelar:

- Grelos........................ - Espinafres

- Agrião........................ - ...

.

Fico a aguardar as vossas sugestões para actualizar esta lista com mais produtos e respectivas técnicas.

21/05/09

Lavar a Loiça na Máquina - II

Mais uma dica que ajuda a poupar na carteira e no ambiente:

Nos meses de Verão, quando está calor pode dispensar o programa de secagem da loiça. Basta abrir um pouco a porta da máquina no final da lavagem e em poucos minutos estará seca.

19/05/09

BLACKLE- Poupar até na internet

Quantas vezes recorremos a motores de busca na Internet? E dessas, quantas vezes é o Google?
Provavelmente a grande maioria das vezes, senão mesmo, sempre!

A Google aderiu à causa ambiental e criou uma variante ecológica do seu famoso motor de busca: o "Blackle".

O Blackle tem as mesmas funcionalidades que o Google, a única diferença é que se trata de um ecrã de fundo negro com as letras a branco (ao contrário do Google).

Esta pequena diferença permite poupar todos os anos imensa energia, porque os monitores dos nossos computadores consomem tanto mais quanto maior a quantidade de luz e cores (branco incluído) que mostram.

Até à elaboração deste texto, o Blackle já tinha permitido economizar 1,243,849.284 Wh .

É uma medida que não custa nada: basta adicionar o www.blackle.com como a sua "Home page" e cada vez que precisar de procurar algo, já estará a poupar.

Também era importante divulgar esta iniciativa nos vossos locais de trabalho, se pensarmos na quantidade de pessoas que trabalha num escritório e o número de vezes que recorrem ao Google.

PILHA - uma Inimiga a controlar

Sabia que 1 única pilha polui 3.000 Litros de água?

Pois é, uma pilha usada e deitada no lixo é um dos piores agentes de contaminação das águas subterrâneas.

Sempre que possível opte por pilhas recarregáveis (é certo que são consideravelmente mais caras, mas trata-se se um investimento a médio-prazo e que, feitas as contas, acaba por compensar).

Caso não tenha essa possibilidade NUNCA, mas NUNCA, deite as pilhas usadas para o lixo orgânico.

Guarde-as numa caixa própria para o efeito e entregue-as num pilhão. Se não tiver uma dessas caixinhas, uma garrafa de água vazia também serve.

Os pilhões encontram-se junto a todos os Ecopontos e também na grande maioria dos supermercados de todo o país.

18/05/09

Iogurtes Caseiros

Aqui está outra forma de economizar: recuperar a velhinha iogurteira do sotão e passar a fazer aqueles iogurtes caseiros, saudáveis e deliciosos.

Eu não tinha uma, e foi a minha tia que me deu a dela que estava arrumada (Obrigada Tia Paula!!). Falem com as vossas mães ou tias que certamente encontram as iogurteiras da vossa infância.

Em termos ambientais é uma excelente solução: copinhos de vidro, laváveis e 100% recicláveis.

Para a carteira também é bom: fazem-se 6 ou 7 iogurtes pelo preço de 2ou 3.

Muito mais saudáveis e super fáceis de fazer.

Para quem quiser a receita de iogurtes caseiros deixo-vos um link para um outro fórum:
...........................................................................
http://deliciasecompanhia.blogspot.com/2008/05/iogurtes-caseiros-de-vrios-sabores.html

Escolher o que é português!




Sempre que possível devemos comprar produtos nacionais e preferencialmente regionais. Assim, estaremos a:


  • Dinamizar a nossa economia

  • Reduzir as emissões de CO2

  • Diminuir o custos de produção e transporte desses produtos

  • Comprar mais barato

  • Escolher produtos melhores

Guardar Claras de Ovos

Quando fizerem receitas que apenas requerem as gemas dos ovos, não deitem as claras fora.

Podem guardá-las numa caixinha e congelá-las.

É uma óptima forma de as conservar pois não perdem nenhuma das suas características.

Poupar na CARNE

- Sabia que a exploração pecuária é das industrias mais poluentes do Mundo?
- Sabia que 1 hectare de terra produz 22.500 Kg de batatas mas apenas 185 Kg de carne?

- Sabia que para produzir 1Kg de carne são necessários 20.000 a 30.000 litros de água? E apenas 150 litros para produzir 1 Kg de trigo?

- Sabia que a produção de uma dose de carne (por pessoa/refeição) consome a mesma quantidade de combustível fóssil que um carro popular pequeno num percurso de 32km?

.

Pelo menos 1 vez por semana substitua uma refeição de carne por uma refeição vegetariana (e não tem que ser salada, existem imensas alternativas deliciosas).
Estará a poupar no ambiente e na saúde.

17/05/09

Adeus aos SACOS de plástico

Todos nós nos habituámos a ir ao supermercado e a trazer imensos sacos de plástico...muitas vezes apenas com 2 ou 3 coisas dentro de cada um.

Felizmente muitas cadeias de supermercados já começaram a fazer-se cobrar pelos sacos, no entanto, e apesar de terem tido uma redução drástica na quantidade que colocavam em circulação todos os anos, essa redução ainda está muito aquém do recomendável.

Em vez de sacos de plástico utilize sacos de pano...são mais resistentes, laváveis, normalmente maiores, biodegradáveis e, com um bocadinho de imaginação, poderão até ser muito "fashion" :-)

Há ainda a hipótese de retomarmos o "velhinho" cesto das compras (como o que a minha avó levava para ir à praça).
................................

Óleo de Fritar

Segundo alguns estudos, por 1 litro de óleo de fritar que se deita no esgoto, 1000000 de litros de água são contaminados.
O óleo de fritar é um produto extremamente poluente e a sua remoção implica a utilização de muitos químicos, sendo péssimo para o ambiente e para os custos no tratamento da água.

Guarde as garrafas ou garrafões vazios (pode ser uma garrafa de óleo ou um garrafão de água) e guarde aí o óleo que utilizou para fritar e que quer deitar fora. Quando essa garrafa ou garrafão estiver cheio poderá deitá-lo fora de uma das seguintes formas:
  1. Se tiver um ponto de recolha de óleos na sua zona, utilize-o (normalmente estão junto aos ecopontos)

  2. Pergunte nos cafés ou restaurantes perto de si, se eles recebem óleos de fritar (muitos deles estão preparados para tal). Se encontrar um que aceite, basta entregar a garrafa ou garrafão que eles encaminharão para os centros de tratamento.

  3. Alguns quartéis de bombeiros também recebem estes desperdícios.

  4. Se nenhuma das soluções anteriores estiver ao seu alcance, deite o recipiente com o óleo de fritar no contentor do lixo orgânico.
É sempre preferível entregar o óleo para que este possa ser reaproveitado (muito é utilizado como aditivo no gasóleo ou no fabrico de sabões).

Poupar na Mudança de Fraldas

Há uns anos atrás uma pessoa da família deu uma ideia para poupar nos toalhetes.
Segundo ela, os toalhetes que se utilizam para limpar os bebés podem ser aproveitados. Calma...nada de sustos...estou apenas a falar dos que são utilizados para limpar o xixi.

Os toalhetes que são usados para limpar o xixi podem ser lavados com água e sabão e postos a secar. Ficam lavados e podem assim ser utilizados como os 1ºs toalhetes que se utilizam para limpar os cocós.

Se pensarmos bem, quando se muda uma fralda bem suja, o 1º ou 2º toalhete não está lá a fazer mais nada senão a limpar "a maior parte" da sujidade...apenas os últimos toalhetes servem para lavar o rabinho do bebé e deixá-lo hidratado.

É uma forma de poupar na carteira e no ambiente.

O melhor LIMPA-VIDROS do Mundo


Sugeriram-me há pouco tempo que quando quisesse limpar os vidros utilizasse a seguinte "receita":

Um recipiente com água morna e...Vinagre!

Nem vão acreditar na eficácia da água com vinagre para lavar os vidros. MUITO melhor que qualquer produto comercial que possam experimentar, e ....AMIGO DO AMBIENTE!

Utilizem um paninho para lavar os vidros (daqueles que imitam camurça) ou uma esponja e um pano para secar. Experimentem.


Obrigada Tia..óptima dica :-)

Velas Perfumadas (ou não)

De certeza que a maioria de nós já reparou que quando se acaba uma vela fica sempre um restinho que acaba por ir para o lixo.

Na verdade, não há qualquer necessidade de deitar fora esse bocado de vela:

  1. Guarde os restos de vela que tiver num saquinho fechado (para não perder o perfume).

  2. Compre pavios (nas drogarias e lojas chinesas costuma haver).

  3. Quando tiver uma quantidade razoável de restinhos de velas, junte-os num recipiente que possa ir ao micro-ondas (e que sirva apenas para este efeito) e derreta-os até que fique um líquido homogéneo.

  4. Entretanto, prepare um outro recipiente para fazer a sua vela (poderá ser um copinho vazio de uma vela antiga), colocando o pavio no fundo e prendendo a ponta com um palito ou uma palhinha de forma a que fique na vertical.

  5. Depois de derretida, despeje no copinho com o pavio a cera líquida e deixe arrefecer.
Se forem utilizadas vela perfumadas o seu aroma não será alterado e continuará a perfumar.

Vai ver que é uma excelente forma de poupar e poderá ainda dar azo à sua imaginação criando aromas novos.

Lavar Loiça na Máquina

Todos os que têm máquina de lavar loiça já se depararam (por vezes) com a necessidade de passar por água os pratos e outras loiças,antes de os colocar na máquina.

É usual que essa passagem seja feita debaixo de água corrente, o que não será a forma mais económica nem ecológica de o fazer.


Se tiver alguma loiça para passar antes de colocar na máquina, encha um recipiente com água e utilize-a para passar toda a loiça..afinal, ela ainda vai ser lavada por isso para quê desperdiçar tantos litros de água??

Lavagem Manual de Loiça

Quando lavar a loiça à mão, não o faça em água corrente. Este método implica um enorme consumo de água, gás e até de detergente, e não é amigo do ambiente.

- Encha sempre um reservatório (o lava-loiça ou um alguidar) com a água quente que necessita para lavar a loiça e adicione o detergente.

Utilize a água corrente apenas para enxaguar a loiça, no entanto tenha em consideração a seguinte dica:

- Não enxague cada peça de loiça que acabou de lavar...vá juntado algumas peças lavadas no lava-loiça. Quando começar a enxaguar assegure-se que a água que utiliza em cada peça é despejada sobre as que ainda não foram enxaguadas, assim, é reaproveitada para retirar a 1ª camada de detergente e não vai precisar de tanta água para retirar o restante.

Para quem tem GATUXOS!

Quem tem gatos sabe como são os sacos onde compramos a sua areia...(tirando algumas marcas) vêm em sacos de papel cosidos com linha de algodão.
Normalmente, abre-se o saco cortando ou rasgando a parte de cima e, no final, vai para a reciclagem.

A minha sugestão é a seguinte:

Abrir os sacos de areia cortando os fios de algodão, deixando assim o saco intacto assim como as respectivas asas...esses sacos poderão depois ser aproveitados como sacos para colocar os materiais a reciclar (todos ou apenas o papel) reduzindo assim o consumo de sacos de plástico tão nocivos ao ambiente.

Não tem espaço para RECICLAR???

Deparo-me muitas vezes com muitas pessoas que se queixam que não têm espaço para fazer a reciclagem em casa: que não têm colocar 3 baldes, ou que não podem ter um balde com separadores, etc..

Eu também não tenho esse espaço. Tenho uma cozinha pequena e que não me permitia ter esse tipo de equipamento, mas eu reciclo. Como? Simples.


Tenho apenas 2 recipientes para lixo (2 baldes, ou 2 sacos): um para o lixo orgânico e outro para os 3 tipos de materiais recicláveis. Coloco vidro, papel e plástico no mesmo saco e depois, das duas uma:


  1. Separo um a um junto ao ecoponto (o lixo para reciclagem não deverá estar sujo logo não é nenhuma operação que envolva sujarmos as mãos)

  2. Antes de levar para o ecoponto, faço a separação em casa e depois é só colocar nos respectivos contentores.

Na imagem que acompanha este post está a "lista" dos materiais que deverão/poderão ser colocados em cada ecoponto. Para aumentar, cliquem na imagem e depois até poderão imprimir.

Conservas - Latas ou Frascos?

No supermercado, ao escolher conservas, opte sempre por frascos.
  1. As razões:

  2. 1- Em termos ambientais o vidro é a melhor escolha: a sua capacidade de reciclagem é ilimitada e não tem desperdícios (ao contrário dos restante materiais), logo, ao escolher conservas em frascos estará a contribuir para uma reciclagem mais eficaz e com menor impacto em termos ambientais.

2- Os frascos das conservas podem ser lavados e aproveitados para diversos fins: guardar compotas, outros alimentos, organizar produtos na despensa, etc...

3- Estudos provaram que as conservas em latas, caso não cumpram rigorosos critérios de qualidade, poderão libertar substâncias cancerígenas para os alimentos, colocando em risco a sua saúde.

Poupar Água de Banhos

Certamente já todos se aperceberam da quantidade de água (potável) que é desperdiçada sempre que preparamos um banho. Quantos litros vão directamente para o esgoto enquanto a água aquece? Muitos...

Duas ideias simples que permitirão minimizar esse desperdício:


    1. Em família, tentar coordenar os horários dos banhos de forma a que exista o menor tempo possível entre cada um, assim, a água demorará menos tempo a aquecer e menos litros são desperdiçados.

    2. Colocar em cada casa de banho um balde (existem agora uns bem engraçados e com design bastante moderno) que sirva apenas para recolher a água que corre enquanto esperamos que aqueça. Essa mesma água poderá depois servir para regar plantas, encher os baldes de lavar o chão, lavar alguma roupa à mão, etc...